Quais os tipos de esculturas que existem?

Entenda de uma vez por todas quais são os tipos de esculturas que existem e quais são as principais características de cada uma delas.

As esculturas são uma parte importante da história humana, já que remontam por período o que seria a capacidade artística e visão de nossos povos ancestrais. Isso mesmo, uma forma mais correta e organizada de categorizar as esculturas é por período e também por fases, dando uma perspectiva mais assertiva do que os povos há milhares de anos eram capazes.

Esta é uma das formas de arte mais emblemáticas da história humana, também é uma das que mais impressiona pelo nível de complexidade que algumas podem apresentar. Se você é um fã de arte e história está no lugar certo, pois aqui no Barquinha e Arte vamos entender melhor esta forma de arte, neste artigo veremos quais são os quatro tipos de esculturas e suas principais características.

tipos-de-esculturas-existentes

Tipos de esculturas existentes

Como já dissemos, as esculturas podem ser categorizadas por seu período ou por fase na história humana. Por isso, poderemos perceber diferentes características principais em cada um dos tipos categorizados abaixo que farão um paralelo direto à época em que as esculturas foram feitas.

A escultura é a arte de representar objetos e também seres em materiais adversos de acordo com uma perspectiva do artista. Várias técnicas e matérias podem ser utilizados e, nem sempre, a escultura pode representar um objeto, já que algumas esculturas podem ser abstratas.

Os tipos existentes de esculturas são os seguintes:

Escultura Renascentista

Este é o tipo de escultura mais popular até mesmo entre os leigos no assunto, pois são representações fiéis de corpos, muitas vezes nus. Os artistas se destacam neste tipo de escultura por estudarem de forma minuciosa a anatomia humana para reproduzir da forma mais fiel possível em suas esculturas, que impressionam por apresentarem músculos, pele, tendões e até mesmo roupas em um movimento natural.

A escultura mais popular que representa o tipo renascentista é a Pietá de Michelangelo, uma obra que representa a morte de Jesus nos braços de Maria, sua mãe.

Escultura Barroca

As esculturas barrocas são marcadas pela grande representação de emoções, utilizando sempre movimentos exagerados e a utilização da luz em suas peças. O objetivo destas obras é trazer uma carga dramática para quem as vê, fazendo com que a escultura entregue a emoção congelada daquele momento através das técnicas aplicadas pelo seu artista.

O movimento barroco se iniciou em Roma em meados dos anos 1600, e aos poucos foi sendo difundida por toda a Europa, trazendo diversas obras importantes para a história. Uma das maiores obras deste movimento é “O Êxtase de Santa Teresinha” de Gian Lorenzo Bernini, um dos maiores escultores do séc. XVII.

Escultura Neoclássica

Já as esculturas neoclássicas apresentam um ar mais sério, focados em princípios de clareza, equilíbrio, ordem e moral. Ao contrário dos outros tipos que já vimos nesta lista, as obras neoclássicas abriram mão de qualquer tipo de excesso ou drama, para adotar uma perspectiva mais clara de seus objetivos com a obra.

Inspirada nas tradições greco-romanas que exaltavam todas estas características mais sérias, as esculturas neoclássicas são mais sóbrias e apresentam um ar de moralidade como objetivo a ser representado. O movimento se desenvolveu principalmente entre o século XVIII até o século XIX na Europa, sua obra mais popular é “Perseu com a cabeça de Medusa”, que foi feita por Antonio Canova em 1800.

Escultura Modernista

Este é o tipo de escultura mais emblemático e interessante entre todos os que vimos neste artigo, pois é uma mistura bem definida de vários dos outros tipos, além de ter influência de outros movimentos menores que também tiveram grande importância na história da arte.

As obras surgiram a partir do século XIX até a metade do século XX, com o início da revolução industrial e todo avanço que esta parte da história humana trouxe, as obras modernistas foram marcadas pela tentativa de montar um novo estilo de arte que pudesse expressar a vida moderna que estava se construindo.

Auguste Rodin foi o artista destaque deste tipo de escultura, seu estilo era impressionista e realista, trazendo temas e princípios reais profundos para suas obras.

Concluindo

As esculturas são uma parte muito importante da história da humanidade, como pudemos ver neste artigo, os principais tipos de esculturas remontam o desenvolvimento do ser humano.

Recent posts

Menu

Pages