xana

Xana nasceu em Lisboa em 1959 e licenciou-se em Artes Plásticas pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em 1984, ano em que passa a residir em Lagos no Algarve. É co-autor do projecto de Licenciatura em Artes Visuais da Universidade do Algarve onde é professor convidado desde 2004.

Nas suas obras Xana usa estratégicas da sociedade de consumo e da linguagem popular para exaltar os valores festivos da produção industrial mas também para questionar a sua banalização por essa mesma sociedade. Os objectos de produção maciça realizados em materiais baratos (geralmente em plástico) que se afirmam pelo excesso de cor, repetição de elementos, simplicidade de formas e capacidade de comunicação de valores sensoriais criam um jogo ambivalente: de permanente leveza e de insistente sentido crítico, político e intelectual.

Como artista visual realizou desde 1981 diversas exposições, cenografias ou intervenções em espaços públicos. Em 2005 a Culturgest, em Lisboa, apresentou uma selecção antológica das suas obras, intitulada "Arte Opaca e Outros Fantasmas".

Participou em numerosas exposições colectivas em Portugal das quais se destacam a as diversas exposições do grupo Homeostética, grupo que foi alvo de uma retrospectiva em 2004 no Museu de Serralves. A nivel internacional é de salientar a participação na representação portuguesa à Bienal de Veneza de 1986; a exposição Tradición, Vangarda e Modernidade do Século XX Português, Auditório de Galicia, Santiago de Compostela em 1993; o 40e Salon de Montrouge, França, 1993 e a exposição Colecção António Cachola - arte portuguesa anos 80-90, MEIAC de Badajoz em 2000.

Nos últimos cinco anos tem centrado o seu trabalho artístico na criação de instalações/construções temporárias de arte pública. Nesse âmbito destaca-se a construção, em 2009, um grande “Arco do Triunfo” no Passeio de Gràcia em Barcelona. Apresentou em 2010, nos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian, a instalação "Assembleia", integrada na exposição “Res Publica”. De Fevereiro a Junho de 2012 realizou no Museu do Chiado” a instalação “Nova Assembleia e algumas próteses”.

Constrói na primavera e verão de 2012, no Parque de Escultura Contemporânea Almourol, Vila Nova da Barquinha, a intervenção escultórica “Uma Casa no Céu”.

Xana está representado em diversos museus e colecções públicas, nomeadamente: o Museu de Serralves no Porto, Kunstlerhaus-Musonturm em Frankfurt, a Fundação Luso-Americana e Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa e a Colecção de Arte da Fundação EDP em Lisboa.