concrete poem

FERNANDA FRAGATEIRO – Montijo, 1962
Vive e trabalha em Lisboa

”Concrete Poem”, 2012
Vigas em betão branco e peças em aço inox. Dispostas no espaço de 120cm x 1000cm x 1500cm

A artista trabalha temas poéticos enraizados num entendimento ecológico do mundo ao mesmo tempo dialoga com disciplinas artísticas paralelas como a literatura, o design e a arquitectura.
A sua grande escultura integra o jardim de modo a confundir-se propositadamente com uma peça de mobiliário de uso comum: um complexo conjunto de bancos, que é um convite para o descanso e o exercício. Um lugar de jogos, concretos e poéticos: que podemos ocupar fisicamente, descobrir na sua riqueza visual ou nomear por coincidências: “concret poem” além de referir um movimento literário, é o material de que se faz a peça (concret = cimento)